Curiosidades sobre a Páscoa.

Imagem

Na Antiguidade, os povos escolheram a lua para determinar a data da páscoa. Como o coelho era tido como um símbolo da lua, passou também a ser considerado um símbolo da páscoa.

Os coelhos são mamíferos, roedores, que se reproduzem de forma rápida, tendo grande fertilidade. O seu período de gestação não passa de quarenta dias, tornando-se símbolo da preservação da espécie.

Imagem

Existem algumas curiosidades sobre a história do coelho da páscoa.

Na Alemanha, as crianças esperam ovos dos coelhos. As crianças tchecas confiam que os presentes são ofertados por uma cotovia (ave campestre). Na Suíça, são os cucos que levam os ovos de presente e, no Brasil, a tradição do coelho, que veio no final do século XIX.

Há uma lenda que marca a história do coelho da páscoa. Ela conta que uma mulher pobre, que não tinha como presentear seus filhos no domingo de páscoa, cozinhou alguns ovos de galinha e os pintou. Ela teve a ideia de colocá-los dentro de um ninho e escondê-los no quintal da casa, entre as plantas. Quando as crianças encontraram os ovos, um coelho apareceu por perto e fugiu; as crianças acreditaram que ele havia colocado os ovos para elas, assim a história se propagou.

Imagem

E a Super Brinquedos também fara historia com uma pascoa recheada de Ofertas !!!!!

Uma promoção  em todo Site de até 13% de desconto em todos os produtos  a vista

Imagem

Economize comprando com a Super Brinquedos e garanta a compra dos presentes de páscoa, inove com os produtos da Super Brinquedos.

Confira os lançamentos especiais de Páscoa da Super Brinquedos!

Pula Pula Coelhinho Inflável

 

Imagem

Imagem

Cama Elástica Nacional Palhacinho 2.00m

Imagem

Gostaram da dica de hoje pessoal? Deixe um comentário. Até a próxima pessoal, com uma Super dica da Super Brinquedos. Saiba mais sobre esses produtos em nosso site: www.superbrinquedos.com.br  CURTA NOSSA PAGINA NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/Supebrinquedos SIGA NO TWITTER; https://twitter.com/sbrinquedos

Anúncios

Dia Mundial da Saúde

Imagem

Vamos cuidar  da Saúde.

Nas academias, as aulas de power jump ou jump fit, com exercícios realizados sobre um minitrampolim, são uma febre.

Divertida e dinâmica, a modalidade melhora o condicionamento físico, ajuda a emagrecer, tonifica os músculos e ainda proporciona maior equilíbrio e coordenação motora.

Quer mais um motivo para se render à atividade? Dá para você treinar na sua própria casa.

Tudo bem que para isso você vai ter que comprar uma cama elástica.

Confira abaixo nove bons motivos para apostar no pula-pula de adulto.

Dá pique de sobra para realizar as tarefas ao longo do dia

Por ser um exercício aeróbio, vai aumentar o seu condicionamento físico e melhorar o funcionamento do seu sistema cardiorrespiratório. “Mas antes de começar a saltar sobre a lona na sala de casa ou no quarto, consulte um médico para saber se está tudo em ordem com sua saúde para realizar exercícios.

Elimina gordurinhas

Uma aula de 30 minutos pode queimar de 200 a 400 calorias, dependendo da intensidade da atividade sobre a cama elástica. Considere os seguintes níveis de intensidade: caminhada (leve); corrida com pequena fase aérea (média); corrida com elevação de joelho (moderada-alta) e sprint, que é a corrida bastante acelerada (alta).

A atividade é divertida e dinâmica

As séries de exercícios podem ser bastante variadas. Coloque uma música para servir de estímulo.Uma série que dá resultados e leva cerca de 40 segundos é : 8 corridas, 8 polichinelos, 8 exercícios laterais e 8 elevações de joelho.

A modalidade é a campeã para combater a celulite

Os saltinhos na cama elástica favorecem a flexão dos músculos dos membros inferiores e faz com que se pressione levemente os gânglios linfáticos da região, proporcionando uma espécie de drenagem linfática, que ativa a circulação e facilita o processo de eliminação das toxinas do organismo.

Não ocupa espaço

O acessório tem, em média, uma largura de 92 centímetros e profundidade de 20 centímetros. E ainda há versões dobráveis. Portanto, você pode guardá-lo facilmente em qualquer lugar da casa ou até mesmo escondê-lo embaixo da cama.

Deixa o corpo durinho

Os movimentos ajudam a tonificar, principalmente, membros inferiores (coxas, panturilhas, o bumbum e os músculos da região do quadril).

As crianças adoram

Seu objetivo é treinar, mas se você tem filhos, sobrinhos, primos ou volta e meia se vê na função de babá do filho dos amigos, a cama elástica é uma ótima atração para os pequenos se esbaldarem.

Afasta lesões

Os exercícios fortalecem a região de musculatura flexora do quadril, que é fundamental para proteger os joelhos e tornozelos. De acordo com um estudo da Universidade de Oklahoma (EUA), a lona elástica absorve 87% dos impactos. O fortalecimento muscular da área do quadril contribui diretamente para uma melhor estabilidade do corpo.

Deixa a barriga durinha

Por causa do equilíbrio que ficar em cima da cama elástica demanda, fortalece a musculatura do core – é um cinturão de força, um conjunto de músculos abdominais e dorsais que, juntamente aos do quadril, formam o núcleo do corpo. A estrutura também é responsável pela manutenção da postura e proteção da coluna contra impactos e sobrecargas.

Então bora pular no dia mundial da Saúde

Até mais pessoal;

Saiba mais sobre esses produtos em nosso site:

www.superbrinquedos.com.br 

CURTA NOSSA PAGINA NO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/Supebrinquedos

SIGA NO TWITTER;

https://twitter.com/sbrinquedos

Decoração Criativa para Festa Junina

Olá pessoal boa tarde a todos, esta semana estamos finalizando a sequencia de posts sobre festa junina, hoje vamos dar algumas dicas para decoração de festa junina. Vamos lá:

Bolinhas

No lugar das tradicionais bandeirolas de papel de seda, faça enormes pompons de forminhas coloridas para brigadeiro. Basta fixar o fundo das formas em uma bola de isopor com alfinetes – trabalhe com duas formas de cada vez para dar um efeito bem fofo. Depois de tudo pronto, grude um fio de lã nas bolas com cola quente e pendure-as.

Mensagem

Para deixar o cartão do correio-elegante bem romântico, decore-o com um coração como este. Primeiro faça o desenho no papel espelho com lápis. Depois, usando cola quente, cubra-o com forminhas de brigadeiro – aperte cada uma depois de fixada para colocar o máximo de forminhas possível. Com cola branca, prenda o papel decorado sobre um papel-cartão de tamanho maior, como você vê na foto.

Luz

Se a festa for à tardinha, ilumine o ambiente com um toque inusitado: uma luminária-móbile feita de luzinhas pisca-pisca e cúpulas de formas de cupcake. Faça um pequeno corte em “x” no fundo da forminha e passe o bico de luz por ele. Escolha três estampas diferentes de forminhas e intercale-as na luminária.

Muita criatividade

Veja como o tecido dá um charme especial à decoração. Encape, também, as almofadas e, se quiser, decore com as flores. Outra dica é pendurar nas paredes quadrinhos feitos com pratos de plásticos. Use a sua criatividade: você pode tanto pintar os plásticos, quanto fazer colagens com papéis coloridos, flores, imagens de santinhos e lantejoulas.

Caipira chique

Você pode também decorar a mesa com este lindo enfeite, superfácil de fazer: compre um chapéu caipira, coloque um tecido grosso e cole uma flor de plástico. Depois é só colocar as deliciosas paçoquinhas – que podem ser redondas ou quadradas – dentro. Em outros chapéus você pode colocar: pé-de-moleque, doce de abóbora e pão de mel. Seus convidados vão adorar.

Bandeirinhas

Quanto mais bandeirinhas espalhadas pela festa, melhor! As das fotos foram feitas com chita. Original da Índia, chita é um tecido de algodão com estampas de cores fortes, geralmente florais. A estamparia é feita sobre uma pano branco de algodão conhecido como morim.

Mesa decorada

Enfeites de parafina, bandeja e chapéus com aplicações de flores deixaram a mesa da Luz Nativa ainda mais charmosa. Uma ideia legal: em uma garra branca, coloque pipocas e flores de papéis.

Bandeirinhas diferentes

Estas bandeirinhas de festa junina com aplicação de quilling (arte feita com tirinhas de papel enroladas), são superdiferentes. Ispire-se nesta ideia. Você pode fazer a bandeirinha com tecido ou papel camurça. Depois, aplique em um quadro ou em painel feito com tecido estampado.

Convite de festa junina

Não se esqueça do convite. Para ficar ainda mais personalizado, escreva à mão com uma linguagem “bem caipira”. Este convite feito com quiling (arte feita com tirinhas de papel enroladas).

 

Boa Festa!

 

Equipe Super Brinquedos,

Festa Junina: Brincadeiras

Olá pessoal, bom dia! Hoje o post é sobre as Brincadeiras Juninas….Época de Festa Junina é tempo bom para brincar. Junto com os tradicionais jogos nas barracas, como Pescaria, Argolas e Toca do Coelho, são muito populares também as gincanas, com os mais variados jogos de terreiro: Corrida de sacos, Ovo na colher, Corrida de três pés e muitos outros. São brincadeiras que reúnem a família, integram turmas e divertem gente de todas as idades! Veja como realizar os jogos mais conhecidos:

Pesca da maçã
Cada competidor tem à sua frente um balde grande, cheio de água e com uma maçã boiando. Suas mãos devem ficar para trás e, ao aviso do juiz, deve tentar pegar a maçã com a boca. O primeiro que tirar a maçã da água e colocar na mão do juiz é o vencedor.

 
Ovo na colher
Cada competidor deve equilibrar, segurando com a boca, uma colher com um ovo em cima. Todos partem em direção à linha de chegada a partir do apito do juiz. Os que derrubarem o ovo no caminho são desclassificados. Ganha quem alcançar primeiro a linha de chegada com o ovo na colher. Dica: para evitar sujeira, os ovos devem ser cozidos.

 
Carrinho de mão
Essa brincadeira é feita em duplas: um competidor é o carrinho e o outro é o motorista (que segura as pernas do “carrinho”, e este fará a corrida com as mãos). As duplas ficam alinhadas até o sinal do juiz e vencem aqueles que alcançarem primeiro a linha de chegada.

 
Corrida de funis
Em uma corda comprida, introduzir dois funis com a parte mais estreita voltada para um laço feito no centro. Os funis devem ser estar um em cada ponta e os jogadores ficam atrás deles, voltados para o centro da corda. O objetivo é soprar os funis até o laço: ganha quem fizer isso primeiro.

Corrida de sacos
Podem ser usados sacos de lixo, de cebola ou de batata. Dentro de cada saco, um competidor. Todos dão a largada ao sinal do juiz, pulando. O primeiro que alcançar a linha de chegada será o vencedor.

Corrida de três pés
Também é feita em duplas: lado a lado os integrantes de cada dupla têm uma perna amarrada à do amigo. Juntos, eles precisam alcançar a linha de chegada, a partir do apito do juiz. Vale correr ou pular, mas se a dupla se soltar está desclassificada!

Correio elegante

O correio elegante fica mais divertido quando as mensagens são anônimas, por isso é melhor que o carteiro elegante escreva a mensagem ditada pelo remetente. Se a pessoa que receber a mensagem descobrir quem foi que a enviou na primeira tentativa ganha uma maçã do amor ou uma prenda.

 

Cadeia

Escolha um local isolado ou cercado por cadeiras para ser a cadeia. Convide alguns amigos para tomarem conta do lugar. Durante a festa, os convidados podem indicar as pessoas que devem ser presas. O preso vai até a cadeia e mostra uma habilidade para ser solto, que pode ser: cantar, recitar, dançar, fazer uma imitação etc.

 

Derruba latas

Sobre uma mesa, coloque latas vazias de refrigerante. Faça uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metros de distância. Cada participante recebe três bolinhas, para fazer três tentativas. Uma pessoa deve anotar o número de latas derrubadas em cada tentativa. Vence quem derrubar mais latas.

 

Jogo das argolas

Encha com água garrafas plásticas de refrigerante. Amarre-as no chão com pelo menos um palmo de distância entre elas. Faça uma linha de arremesso a cerca de 1,5 metro de distância. Cada participante deve receber cinco argolas para fazer cinco tentativas de acerto. Vence quem acertar mais argolas nos gargalos das garrafas.

Pescaria

Recorte vários peixes em cartolina colorida. No lugar da boca do peixe, faça um pequeno recorte e prenda um clipe. Amarre um barbante em cada vara de pescar. Depois, na outra ponta do barbante, amarre um outro clipe aberto na lateral. O clipe, quando aberto, tem o formato de gancho, como um anzol. Os convidados podem pescar os peixes numa grande bacia com areia. Vence quem pescar mais.

Boa Diversão!

Equipe Super Brinquedos, o nosso compromisso é a sua diversão

 

Receitas: salgados para festa junina

Olá pessoal bom dia, ai vai mais algumas receitas para festa junina de dar água na boca, vamos lá:

Cuscuz de carne de porco
Ingredientes

½ xícara (chá) de óleo
250 g de lombo de porco cortado em pequenos cubos
1 colher (sopa) de CEBOLA GRANULADA
1 colher (chá) de ALHO GRANULADO
4 tomates grandes picados
½ xícara (chá) de pimentão vermelho picado em pequenos cubos
1 colher (sopa) de CHEIRO VERDE DESIDRATADO
1 colher (chá) de MOLHO DE PIMENTA
1 colher (chá) de COENTRO EM PÓ
1 colher (sopa rasa) de SAL MOÍDO IODADO
2 xícaras (chá) de água
250g de ERVILHA YOKI A VAPOR
3 xícaras (chá) de FARINHA DE MILHO AMARELA
Para decorar: tomate, ovos cozidos, ervilha e azeitonas verdes.

Modo de Preparo

Em uma panela grande aqueça o óleo e frite a carne de porco, até que fique bem dourada. Acrescente a CEBOLA e o ALHO que foram hidratados em duas colheres de sopa de água. Junte os tomates, o pimentão, o CHEIRO VERDE, o MOLHO DE PIMENTA, o COENTRO EM PÓ, o SAL MOÍDO IODADO e a água e cozinhe até que o molho fique bem saboroso e a carne cozida. Junte a ERVILHA e, mexendo sempre, vá acrescentando aos poucos a FARINHA DE MILHO AMARELA. A massa do cuscuz deve ficar úmida e com bastante liga. Umedeça uma forma tipo pudim ou outro molde de sua escolha, e decore com o tomate, os ovos cozidos, ERVILHA e aos poucos coloque a massa do cuscuz pressionando levemente. Deixe descansar por 30 minutos antes de desenformar.

Vinagrete
Ingredientes

5 tomates
1 pimentão verde
2 cebolas
1 xícara de azeite
½ xícara de vinagre
½ xícara de azeitona verde
½ xícara de água
1 maço de cheiro verde
Salsa desidrata
Sal
Pimenta do reino

Modo de Preparo

Junte todos os ingredientes picados, coloque azeite, vinagre e água para harmonizar. Coloque a salsa, pimenta do reino e sal a gosto.

Amendoim salgado
Ingredientes

500g de Amendoim Descascado
2 colheres (sopa) de Sal
¼ xícara (chá) de água

Modo de Preparo

Faça a salmoura misturando a água e o sal. Reserve. Coloque o amendoim na assadeira e leve ao forno médio pré-aquecido por cerca de 20 minutos. Mexa de vez quando. Retire do forno, despeje a salmoura e misture bem. Leve novamente ao forno por aproximadamente 5 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. Guarde em um recipiente bem fechado.

Cuscuz Paulista
Ingredientes

½ xícara (chá) de óleo
½ xícara (chá) de azeite
1 colher (chá) de ALHO GRANULADO
1 colher (sopa) de CEBOLA GRANULADA
520 g de purê de tomate
1 colher (café) de MOLHO DE PIMENTA
1 colher (café) de FOLHA DE LOURO
2 ½ xícaras (chá) de água
1 colher (sopa) de SAL MOÍDO IODADO
1 colher (sopa) de CEBOLINHA VERDE DESIDRATADA
500 g de camarão pequeno limpo
1 lata de ervilhas verdes
3 xícaras (chá) de FARINHA DE MILHO AMARELA

Modo de Preparo

Aqueça o óleo e o azeite e refogue o ALHO e a CEBOLA que foram hidratados com duas colheres de sopa de água. Acrescente o purê de tomate, o MOLHO DE PIMENTA, o LOURO, a água, o SAL MOÍDO IODADO, a CEBOLINHA VERDE e a SALSA e apure o molho por 15 minutos, com a panela tampada. Junte os camarões e cozinhe mais 10 minutos. Se a água secar, acrescente mais um pouco. Acrescente as ervilhas e a FARINHA DE MILHO AMARELA e cozinhe por alguns minutos, em fogo baixo mexendo para que todos os ingredientes se misturem bem. A massa não pode ficar seca, para o cuscuz ficar saboroso, ela deve ser úmida.
Umedeça uma forma tipo pudim ou outro molde de sua escolha e decore a parte de baixo com camarões e complete com as ervilhas. Nas laterais coloque tiras de pimentão e intercale entre as tiras com cogumelos cortados em fatias, com os ovos cozidos e ervilhas. Aos poucos preencha a forma com a massa de cuscuz, pressionando levemente. Desenforme e sirva quente ou frio.

Pastéis de Legumes
Ingredientes

Recheio
2 colheres (sopa) de óleo.
1 dente de alho amassado
2 mandioquinhas raladas
2 abobrinhas italiana ralada
2 tomates sem pele e sem sementes em cubos
1 cenoura média ralada
10 azeitonas verdes picadas
½ xícara (chá) de água
1 pacote de Creme de Legumes (63g)
sal e pimenta a gosto

Massa
3 xícaras(chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de água (300ml)
1 colher (chá) cheia de sal
Óleo para fritar

Modo de Preparo

Recheio
Aqueça o óleo, doure o alho, junte as mandioquinhas, as abobrinhas, os tomates, a cenoura, as azeitonas, a água e deixe cozinhar até que os legumes fiquem macios. Acrescente o creme de legumes, mexa bem, adicione o são e a pimenta a gosto. Misture e reserve.

Massa
Em um recipiente misture a farinha, a água, o sal e amasse bem.
Faça bolinhas com a massa e em uma superfície enfarinhada abra as bolinhas com um rolo até obter uma massa redonda fina. Recheie cada pastel, dobre ao meio, feche as bordas com um garfo e frite até que os pastéis fiquem dourados, retire com uma escumadeira e escorra em papel a toalha. Sirva quente.

Mãos a obra e aproveite sua festa junina!

Equipe Super Brinquedos,

De onde vem a festa junina?

Bom Dia Leitores!
Ainda no clima de festa junina, nesta quarta-feira pré-feriado vamos falar da origem da festa junina.
Já pararam pra pensar de onde vem a festa junina?
Vamos mostrar a vocês então!

No princípio, a festa junina era chamada de Joanina.
De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial. Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses.
Da França veio a dança marcada que no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.
Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características particulares em cada uma delas.
As festas começaram nos campos e plantações originando os trajes típicos de caipiras e sinhazinhas, com casamento de roça, discurso do padrinho, as capelinhas decoradas etc.
Com o passar do tempo, as festividades foram tomando um cunho religioso.
Pela tradição, a festa junina consiste em celebrar os bons resultados da colheita e também, pedir a São João que o próximo plantio traga bons frutos. São João é o santo protetor das colheitas.
Algumas atividades típicas da festa junina são:

Dança
Existem diversas danças, mas a mais conhecida é a quadrilha.
A quadrilha é uma dança feita para agradecer a boa colheita e homenagear São João, Santo Antônio e São Pedro. Nela, um marcador comanda a dança e os comandos devem ser seguidos e respeitados.

Música
A música é tocada ao longo da festividade sob o ritmo acentuado de forró. A banda é um item imprescindível, funciona como animadora. A banda esta composta de vários instrumentos como: tambores, bongós, pauzinhos, guizos, reco-reco, berimbau, triângulos, etc.

Comidas Típicas
Toda Festa Junina deve contar com os pratos típicos, pois eles fazem parte da tradição desta importante festa da cultura popular brasileira.
As principais bebidas e comidas de Festa Junina:
Arroz Doce, bolo de fubá, pipoca, curau, canjica, milho cozido, quentão ,vinho quente, cocada,  doce de abóbora, pé de moleque, quindim, suspiro, paçoca, entre outros alimentos.

Fogueira
A fogueira na festa junina representa chama de vida e boas novas. Elas são utilizadas para esquentar as comidas típicas, como canjica, curau e até mesmo o quentão, bebida própria para aquecer em dias de frio, temperada com gengibre. A fogueira fica em evidência na festa e é rodeada por lanternas e bandeirinhas formando o típico ambiente de arraial.

Agora, é só aproveitar o clima e festejar!

Equipe Super Brinquedos

Entrando no clima da Festa Junina

Bom dia a todos, amanhã entraremos em Junho, o mês das deliciosas festas juninas. Hoje vamos dar algumas dicas de como organizar uma festa junina.

Organizando uma festa junina na rua

Festa na rua é uma delícia, mas precisa de organização e da integração dos moradores. Veja algumas dicas para montar um “arraiá” de confraternização entre vizinhos e familiares.

Planejamento

O ideal é reunir os principais envolvidos na festa pelo menos um mês antes da data escolhida para tomar as primeiras providências. Uma vez definida a data, todos os moradores da vila ou rua devem ser informados, mesmo aqueles que nunca participam das atividades da comunidade. Assim eles têm a chance de se integrar ou mesmo programar a saída de casa no dia do evento para não se incomodarem.
Também é importante definir qual banheiro poderá ser usado pelos convidados (caso a festa não seja apenas para moradores) e quem vai providenciar as lixeiras (para lixo comum e reciclável), além das compras de outros materiais.

Trânsito e Segurança

Outro ponto importante é verificar se o arraial não vai atrapalhar o trânsito no bairro. Caso a festa esteja programada para acontecer em uma rua que não seja sem saída, fechada ou vila, a prefeitura precisa ser consultada. Na cidade de São Paulo, por exemplo, é cobrado o tempo de trabalho da equipe da Companhia de Engenharia de Tráfego que vai fiscalizar a segurança viária no lugar da festa. Então, entre em contato com a prefeitura ou os órgãos responsáveis também com antecedência.
Por falar em segurança, nunca é demais tomar cuidado. Mesmo sendo um evento entre amigos, é bom contratar um vigia para observar o movimento, seja na entrada da festa ou no local onde os carros ficarão estacionados.

Horários

Os horários de início e de fim da festa devem ser combinados e avisados para todos os moradores, assim, mesmo quem não participa já sabe quanto tempo terá de conviver com o evento.
Pelo menos 4 horas antes do horário marcado para o início, os organizadores devem começar a fechar a rua, montar as barracas e fazer a decoração.
É importante respeitar o horário de encerramento e desde o início deve ser combinado quem vai ajudar a varrer a rua, recolher o lixo e desmontar as barracas. Assim, todos já sabem das suas responsabilidades e trabalham juntos, fechando a festa com mais uma ação entre amigos.

Decoração

Para aumentar o clima de festa junina, espalhe bandeirinhas e lanternas por todo o local. Você pode comprar na papelaria bandeirinhas prontas (por metro), mas prepará-las é muito divertido.
Se desejar fazer uma fogueira, leve em conta a segurança em primeiro lugar:

  • Não faça a fogueira no asfalto (pois ele não é resistente ao calor do fogo);
  • Monte em piso de terra ou paralelepípedos ou mesmo dentro de um latão;
  • Não acenda em local coberto, geralmente o fogo alcança altura quatro vezes maior que o volume de madeira;
  • Ela deve ser montada e supervisionada o tempo todo por adultos;
  • Após o fim da festa, precisa ser apagada e suas cinzas removidas para evitar acidentes.

Barracas – estrutura

Festa Junina sem as barracas perde todo o encanto! Então, mãos à obra: entre em contato com conhecidos que trabalham em escolas e creches para conseguir itens mais específicos como as estruturas de jogos (como Boca do Palhaço ou Canaleta).
Para as barracas de comidas e bebidas, você pode usar cavaletes e montar mesas que reúnem todos os pratos. Ou, se preferir, transformar a garagem das casas em barracas, cada uma com uma brincadeira ou quitute diferente. Isso ajuda a espalhar o pessoal pela festa, especialmente se o número de convidados for bem grande.

Barracas – brindes

Como a festa é para integrar os vizinhos e não há cobrança de ingressos, os prêmios das barracas devem ser simbólicos, mas com toda a tradição das festas juninas! Docinhos como pé de moleque, paçoca e até caixas de estalinhos .Também conhecidos como biribinhas ou traques de massa, fazem a alegria da criançada sem causar perigo – mas devem ser distribuídos e seu uso supervisionado por adultos!

Danças e Som

Mais uma vez, é importante lembrar que a intenção da festa é a confraternização, assim som alto não combina com conversa e pode incomodar moradores de ruas vizinhas. Basta um aparelho de som caseiro, uma caixa de som simples e alguns CDs de músicas tradicionais, forró e sertanejo para que o som ajude criar o clima junino.
Aproveite a oportunidade e convide aquele seu amigo que sabe tocar uma moda de viola para animar a festa. Para completar, prepare a quadrilha: quanto mais desorganizada, mais divertida! Então não se preocupe se não há um puxador “profissional”. Escolha um vizinho mais carismático e engraçado e improvise a dança com os convidados.

Comidas e Bebidas

Uma boa opção é criar uma lista com os quitutes juninos mais tradicionais (incluindo as bebidas) e passar entre os moradores escolherem quem vai fazer ou trazer cada item. Quando convidar alguém, avise para trazer um prato de doce ou salgado, isso amplia a variedade de guloseimas e todos podem provar receitas diferentes.

Organizando uma festa junina na escola

Que tal fazer um grande arraial na sua escola? Para facilitar seu trabalho, fizemos um guia para que sua festa seja um sucesso.
O planejamento é simples. Deve começar 1 mês antes do início das festas e seguir um roteiro de etapas, com os passos que indicamos a seguir.

Tema

Para dar início à organização de uma Festa Junina é preciso definir um tema. É ele que deve nortear todo o evento. É importante que o tema seja renovado a cada ano, assim o interesse e a expectativa dos visitantes aumenta a cada nova festa. Veja alguns exemplos:

  • Use aspectos da cultura popular das diferentes regiões brasileiras para garantir o conhecimento de nossas tradições;
  • Envolva algum acontecimento mundial ou nacional, como as Olimpíadas;
  • Destaque projetos desenvolvidos em sua escola, como a reciclagem.

Local, Data e Horário

Decida com os organizadores se a festa será na própria escola e quais os ambientes utilizados. Se for alugar um espaço, atenção aos itens:

  • Valor do aluguel
  • Necessidade de uma área coberta
  • Banheiros
  • Segurança
  • Localização (de preferência próximo à escola)
Atente-se para que a data não coincida com festas de outras escolas da região. Para seguir a tradição, o arraial pode ser próximo aos dias dos santos homenageados: 13 de junho (Santo Antônio), 24 de junho (São João) e 29 de junho (São Pedro). É recomendável adequar o horário à faixa etária dos participantes. Por exemplo: para crianças pequenas, festas entre 11h e 17h; adolescentes e adultos, das 15h às 21h.
ConviteO valor do convite pode ser uma forma de adquirir recursos para o evento.

  • Identifique-os para que seja possível promover sorteios de prendas durante a festa. É uma maneira interessante de conquistar os convidados!
  • Estipule critérios como: alunos, crianças de até seis anos e maiores de 65 anos não pagam ingresso.
  • Inclua no convite as informações gerais: local, horário e data. As crianças poderão ajudar na confecção.

Decoração do Local

O espaço deve ser bem decorado. Coloque muitas bandeirinhas e cartazes com a história dos santos da Festa Junina. Não se esqueça que sua decoração tem um tema norteador! Outra dica é distribuir pelo local algumas faixas de identificação para orientar os convidados:

  • Um cartaz grande sobre o portão de entrada com o nome da festa;
  • No topo das barracas deve haver a identificação do que há em cada uma delas;
  • Cartazes espalhados por todo o local trazem os preços de brincadeiras e alimentos;
  • Placas devem indicar onde ficam banheiros, caixas, fraldário, etc;
  • Use materiais diversos como chita e tnt.

Trajes

Os trajes também são um elemento imprescindível em uma Festa Junina. Caso opte por desenvolver danças regionais, faça uma pesquisa do traje típico da região representada, pois em cada região do país há particularidades em relação às roupas usadas nestas festas. Veja alguns exemplos a seguir:

Traje masculino

  • Calça jeans ou de sarja;
  • Camisa xadrez;
  • Tênis ou bota;
  • Chapéu de palha;
  • Lenço colorido;
  • Retalhos costurados na camisa e na calça;
  • Barba e bigode desenhados com lápis de olho.

Traje feminino

  • Vestido estampado decorado com rendas e retalhos;
  • Sapato ou sandália;
  • Lenço, flores ou chapéu;
  • Cabelos trançados;
  • Batom e blush leves;
  • Pintinhas nas bochechas feitas com lápis de olho.

Danças

As danças não podem faltar num arraial! Cada professora escolhe uma música e cria uma coreografia para sua turma, que deve ensaiar na quinzena que antecede a festa. A dança fica muito mais animada quando há o entrosamento dos alunos. Para isso, siga essas orientações:

  • Determine uma duração máxima de 10 minutos para cada dança;
  • Varie os ritmos e use cantigas e danças. Além das músicas tradicionais como o forró e sertanejo, utilize também o fandango, a chula ou o boi-bumbá;
  • Demarque o espaço da dança para que ninguém atrapalhe os dançarinos durante a apresentação;
  • Comece com turmas que já se apresentaram em anos anteriores. Isso diminui a ansiedade de quem nunca dançou;
  • Dê um intervalo cerca de uma hora entre as danças para que todos possam assistir e visitar as barracas;
  • Faça uma mistura das faixas etárias e evite que as crianças pequenas dancem muito tarde;
  • Lembre-se: nenhum aluno pode ser obrigado a participar!

Colaboradores

É interessante identificar todos os colaboradores que trabalham no evento. Basta um simples lenço, chapéu, camiseta comemorativa ao evento ou o uniforme da escola. O uso do crachá é indispensável. Outros cuidados com a equipe:

  • Realize reuniões para esclarecer a função de cada um durante o evento;
  • Monte um esquema de revezamento, possibilitando momentos de descanso da equipe;
  • Ofereça um vale refeição aos colaboradores.

Barracas de Brincadeiras

Aqui o critério é ganhar sempre, por isso as prendas são importantes!

  • Compre prendas atrativas ou de baixo custo ou, se possível, faça uma arrecadação de doações dentro da comunidade. Veja algumas sugestões:
  • Material escolar: cadernos, lápis de cor, canetinhas, lapiseiras, massa de modelar.
  • Brinquedos: bolas de diversos tamanhos, pelúcias, pequenos carrinhos e bonecas.
  • Utilidades domésticas: jogos de copos, pratos para bolo, conchas, espremedores,etc.
  • Artesanato: caixas, porta-retratos e produtos feitos pelos artesãos da região.
  • Delícias: bombons, trufas, tortas e bolos inteiros, feitos pelas quituteiras locais.
  • Faça uma classificação prévia das prendas disponíveis. Utilize 3 níveis de acordo com o valor ou interesse (1, 2 ou 3);
  • Monte saquinhos com o número bem visível do lado de fora;
  • Ao fundo da barraca deixe exposta toda a variedade de prendas para motivar os participantes;
  • Após jogar, o participante ganha um saquinho como recompensa pelo seu desempenho;
  • Selecione prendas de interesse da faixa etária que está participando;
  • De acordo com o número de colaboradores, distribua-os de forma a manter sempre duas pessoas em cada barraca, principalmente nas barracas da pescaria, onde o movimento é maior.
Sugestões de jogos Juninos
Além das barracas, várias brincadeiras típicas Juninas podem ser realizadas no mesmo espaço onde ocorrem as danças. Elas podem ser disputas entre turmas da escola ou organizadas no momento, com a participação dos pais e de outros convidados. No Livro “Festas Juninas, Festas de São João”, você encontra sugestões de brincadeiras e jogos como a corrida de sacos, ovo na colher e corrida de três pés.
Barracas – EstruturaPense sempre em algo prático, seguro e confortável:

  • Uma boa solução é utilizar as próprias carteiras da escola no caso de não haver madeiras e bambus disponíveis;
  • A decoração da barraca poderá ser feita de várias maneiras, com diferentes materiais;
  • Pode-se realizar um concurso da barraca melhor decorada entre os colaboradores;
  • Convide os pais e a comunidade para a montagem das barracas.

Fichas para as Barracas

Para que as equipes das barracas não manipulem dinheiro, a melhor opção é a venda de fichas. Por toda a festa devem ser espalhados os caixas que vendem tais fichas. Veja dicas importantes:

  • Faça o cálculo dos custos antes de fixar o valor das fichas. O valor deverá cobrir as despesas;
  • Envie circulares com a tabela de preços aos pais, para que possam programar seus gastos na festa;
  • Ofereça a venda antecipada de fichas aos pais;
  • Venda as fichas em “pacotes” de R$5,00 (com 5 fichas de R$1,00) e “pacotes” de R$10,00 (com 5 fichas de R$2,00);
  • Mantenha nos caixas calculadora e bastante troco para evitar filas.
  • Cada barraca de alimento ou jogos deve ter uma caixa lacrada, tipo “cofrinho”, para receber as fichas dos convidados. Assim será possível, ao final da festa, conferir o movimento de cada barraca.

Comidas e Bebidas

Determinamos o número de barracas de alimentos de acordo o tamanho do local onde é realizada a festa e o número de convidados. A quantidade de alimentos e bebidas também deve levar em conta o período de duração da festa. Veja mais dicas:

  • Ofereça ao menos três tipos de barracas: doces, salgados e bebidas.
  • Deixe barracas de bebidas espalhadas pela festa para evitar filas;
  • Se o evento ocorrer próximo ao período do almoço, aumente as quantidades de alimentos e varie nas opções de cardápio;
  • Sirva os alimentos acondicionados em guardanapos e/ou pratinhos descartáveis;
  • Bebidas e doces devem ser vendidos em copos e potinhos descartáveis. Atenção especial às bebidas quentes;
  • Para gelar as bebidas, não esqueça de colocá-las em tonéis de gelo, ainda antes do início da festa;
  • Os alimentos expostos devem ser cobertos com tela;
  • Os colaboradores das barracas de alimentos e bebidas devem usar luvas e touca de cabelo descartável;

Som

Um bom sistema de som garante uma excelente qualidade do evento. Providencie com antecedência tanto o som quanto as músicas das danças dos alunos. Para dar charme à festa, seguem algumas dicas:

  • Se tiver recursos, contrate um DJ ou animador para cuidar das músicas e dar informações gerais durante o evento;
  • Chame um bom sanfoneiro ou um trio de forró para algumas apresentações. Isso dá um toque regional à festa;
  • Para as quadrilhas recomendamos as cantigas e forrós tradicionais, criados por Luiz Gonzaga, Mário Zan e Lamartine Babo, por exemplo;
  • Nos momentos sem quadrilhas, a festa fica animada com forrós, músicas caipiras e clássicos sertanejos;
  • Lembre-se de providenciar um CD com cópias de todas as músicas das quadrilhas dos alunos, para o caso de uma das salas ter problemas com o CD original.

Organizando uma festa junina no apartamento

Você já pensou em comemorar São João com uma bonita e deliciosa Festa Junina em seu apartamento? É simples! Basta seguir alguns passos e convidar os amigos.

Convite Personalizado

As pessoas se animam quando recebem um convite caprichado. Imagine se ele trouxer um acessório para o convidado se caracterizar para festa!

  • Confeccione um convite com o formato de uma bandeirinha, coloque a sua foto e o mapa do local. Não se esqueça que deve constar a data, o horário e o endereço da festa.
  • Lembre-se de mencionar no convite que todos devem ir a caráter, de acordo com os costumes da região. A festa fica mais engraçada e todos entram no clima.
  • O convite pode ser enviado junto com retalhos de tecido, flores de pano e outros itens a serem usados nos trajes dos convidados.

Decoração

Para que seu apartamento se transforme em um verdadeiro arraial, siga algumas dicas:

  • Na sala, coloque uma faixa larga de chita sobre a cortina. O colorido dará um ar gracioso ao local;
  • A mesa pode ser decorada com a mesma padronagem da chita. Forre a mesa com um retalho de juta e por cima coloque pedaços de chita espalhados;
  • Coloque também porta-retratos com imagens de São Pedro, São João e Santo Antônio espalhados pela sala;
  • Você pode substituir os quadros que tiver na sua parede por chapéus de palha;
  • Decore as guloseimas com um toque de carinho: enfeite os potinhos de curau com um palito de dente decorado com uma bandeirinha presa ao alto;
  • Não se esqueça, é claro, de pendurar as tradicionais bandeirinhas por todo o apartamento.

Trajes

Sabe aquela calça jeans, camisa ou vestido que está no fundo do armário? Enfeite-os com retalhos de tecidos e abuse da criatividade! Para finalizar, não se esqueça da maquiagem, das trancinhas e, é claro, do chapéu de palha. Siga a tradição da região onde você mora: use trajes típicos gaúchos, vestidos de chita ou camisas xadrez com retalhos em forma de coração… Prestigie a cultura brasileira!

Brincadeiras

Utilize um chapéu de palha para colocar vários papéis dobrados com as letras de músicas Juninas. Seu convidado deve retirar com palitinhos de aperitivos um dos papéis. Somente com o uso de mímica, ele deve passar ao grupo a música “pescada”.

Comidas e Bebidas

Monte um cardápio variado com comidas típicas. Distribua pratos individuais, acondicionados em saquinhos de papel e potinhos descartáveis. Você pode preparar:

  • Cachorro-quente
  • Cuscuz
  • Milho verde
  • Canjica
  • Arroz doce
  • Pipoca
  • Bolo de milho
  • Vinho quente
  • Quentão

Som

Para não faltar animação garimpe entre os amigos CDs de música sertaneja, forró, cantigas tradicionais de São João e os clássicos da sanfona imortalizados por Gonzagão e Mário Zan. Assim todos entram no clima! Agora sim, você está pronto para o grande arraial. Boa festa!

Brinquedos para Festa Junina

Último e não menos importante, são os brinquedos, que não podem faltar nas festas juninas para animar a criançada. Aqui vai uma lista dos brinquedos mais interessantes para este tipo de festa:

Equipe Super Brinquedos,